Total de visualizações de página

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Um dedo de prosa: "A birra dos bebês"

Entendo agora a birra dos bebês
O choro das crianças
O seu grito e a sua inquietação!
Imaginem que elas vão a todos os lugares
sem a intenção de irem, sem vontade própria,
lugares cheios, barulhentos, sem nenhum atrativo infantil!
Como é difícil ser bebê!
Como algumas vezes daria tudo para ser um bebê!
Pra poder chorar sem me incomodar
Para gritar sem receber censura
Para receber colo e aconchego quando me sentisse sozinha
Para receber milhares de sorrisos na rua por onde quer que eu passasse!
Ah se eu fosse criança agora...
Estaria pulando por aí de alegria
Sorrindo para qualquer desconhecido na rua
Recebendo carinho e afago por onde eu andasse
E melhor: poderia gritar e chorar sem ser repreendida!
Poderia gritar para o mundo todo ouvir como eu amo meu amor fofo!
Poderia gritar e clamar por colo!
Poderia requisitar a presença dos amados a todo instante!
Felizes são as crianças! Benditas sejam! Deus as abençoe!

Brasília-DF, 18 de outubro de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário